quarta-feira, março 1

Psicoteimosia


A cada dia que passa fico mais convencida de que o problema da Distância é psicológico. Caramba, com os autocarros, camionetas, táxis, metro, veículo particular, aviões (e agora vem aí o TGV)... A distância fica reduzida a umas horas (e a carteira reduzida a zeros lol). Ainda para mais, Portugal é uma caganita de país. Se tivéssemos melhores acessibilidades, ir daqui a ali era a mesma coisa que ir de um Bar-aberto a um hospital... Era rapidinho! :D
Sinceramente. Eu ponho-me a olhar para os putos japoneses que para irem para a escola precisam de ir do Porto a Coimbra (ya, altos valentes!) e depois olho para nós que se tivéssemos que fazer uma vez por semana o que os miúdos fazem todos os dias, chegávamos ao fim do mês a acharmo-nos uns coitadinhos...! Tristeza.
É como vos digo. A distância é psicológica. Se tomarmos por evidente que é tudo muito perto (e se realmente acreditarmos nisso!)... É tipo o jogo Faz-de-Conta... Fazemos-de-Conta que 100 ou 300km são apenas meia dúzia de metros, que 2 ou 4h são só umas centésimas de segundo... Até parece que a saudade não aperta tanto! E mesmo que aperte... Pelo menos agora já nos deixa respirar e pensar direito :)
Nestas ocasiões, o melhor mesmo é Fazermos-de-Conta que moramos todos na mesma cidade... e dizermos para nós próprios que o problema da distância afinal está nas vias de acesso e nos meios de transporte! :p
E não me venham dizer que a distância é psicológica, que isso comigo já não pega... Que teimosia!

6 comentários:

Anónimo disse...

hehe ines es de mais mesmo...
lo0l
eu axo k a distancia nao e nada psicologico loo0l...isto portugal e pekenito mas ir de Faro a Braganxa e um esticao..
lo0l... tmb se eu axo k ir da mha casa ao forum e longe...kuanto mais de faro a alcabidexe...
nos somos tds e uma cambada de eskixitos.. :D

beijao mha lindaa
e viva á saudadee

olha faro ali no mapaaa...ali tou euuu...

DebY

sissi disse...

inesinhaaaa =D
pois e' a distancia pode ser muito bem encurtada mas verdd e' k cada vez tudo e' mais caro e tal faz com que a distânca deixe de parecer psicológica.
P mim ta's sempre aki apesar de eu nunca responder as msgs e de ser um desastre neste aspecto espero k saibas bem a consideração k tenho por ti.
Miuda acredito na tua força, akela k t faz tanto lutar e mostrar aos outros k ela e' real k se "basta acreditar".
Um beijinhu da lisboeta p a portuese =)

Pedro 'Mercury' Martins disse...

ora então vamos lá ver, não queres começar a escrever CONS- PIRAÇÕES no site das Crónicas ? era bem jogado, não era? e olha que eu não aceito um não como resposta. realmente isso da distância é mesmo só para nós mostrarmos que gostamos muito das pessoas. pensem comigo, é só uma maneira de os outros terem mesmo a certeza que nós gostamos deles, estejam eles a que distância estiverem. é uma maneira de nós mostrarmos que gostamos mesmo deles e que estamos sempre a pensar neles. é bem verdade que dizemos isso, mas nem sempre pensamos mesmo neles, por vezes dizemos isso só para sermos agradáveis, certo? é verdade, não custa nada assumir: nós não estamos constantemente a pensar nos que estão longe por muito que gostemos deles. porque é que em vez de dizermos que a distância é muita e que são raras as opurtunidades de estar com quem está longe não aproveitamos as raras opurtunidades que temos para poder desfrutar da companhia de quem está longe? porque é que, quando estamos na mesma localidade que os que estão longe, não combinamos um encontro (por muito pequeno que ele seja) para podermos matar algumas das saudades? porque é que de vez em quando, quando lamentamos que estamos tardes em casa, nas férias, sem nada para fazer, não damos um saltinho ao Norte ou ao Sul do País para visitar os amigos? Não custa nada, há sempre comboios a passar, autocarros, táxis (embora seja mais caro)... e mesmo que não consigamos arranjar meios de transporte de volta num dia, há sempre sítio onde passar a noite, há sempre as casas dos amigos que estamos a visitar que nunca fecham as portas, não deixam ninguém a dormir ao relento. é só querer e a "distância" desaparece. DISTÂNCIA ??? isso era dantes... *

SaraSantiago disse...

Se eu fizesse de conta que tu vivias na mesma cidade que eu, ja nem tinha curiosidade em descobrir como é o Porto ( sim, pq eu nunca aí fui :XX )
Por isso, não, a distância não é nda psicológico, porque, não sei se partilhas da mesma opinião, os amores á distância não resultam assim tão bem.
Enfim...Contentemo-nos, afinal Portugal ainda é um cantinho sossegado e pequenino.
Beijinho*

Carecone disse...

Acabei de descobrir esse blog!

Esse troço de distância é fogo, seja a que for! Em metros, quilômetros ou até a metafísica...! Uma chateação!

Jolie* disse...

Era bom não era?
Assim já podias vir cá, eu já podia ir aí :)

Malditos transportes :S


Beijos minha Chipmix com pepitas de chocolate :P ^^