terça-feira, outubro 10

Mimo breve

E o calor do sol na face,
(Com a água a escorrer-me do rosto)
Tenho saudades de ter quem me abrace,
Numa noite quente de Agosto.
Sinto falta daquele beijinho
Que me deixaram pousado, ao de leve,
No ombro, num mimo breve,
Ao pôr-do-sol tardio...
De passear sem ter destino
Só para aproveitar o azul do céu,
E ter a minha mão na tua, menino
Meu.
InêsCorreia

4 comentários:

p!p1tUh disse...

se voC3 xtyvex3 aKi pa m3 aJuhd4r,traxendUh seu perFuhm3 bOm p4 d3sentRYxteX3re meU aR..........................aHhhhhh ki Perfuhme Bom...
....e 0 s1l3ncyu f!k4 imensU s3m voce....

Inês Alencoão disse...

Que belinho o teu poema.
:)
*

diaz disse...

yy, belo poemas Nez :)

e a foto q hj pensava ser da Bahia, q afinal nao e' x)

um grande beijinho para ti, oh Poetisa :D * (ahah, agr acertei!)

Miguel disse...

Amores de verão ...!?

Bjks da matilde